Enfermagem
Coordenadora: Maiza Barbosa Caldeira

Habilitação: Bacharelado em Enfermagem
Duração: 5 anos
Entradas semestrais: 02
Forma de acesso: Processo Seletivo
Vagas por semestre: 100 vagas
Horário de funcionamento: Noturno
Local: Campus da Favenorte

Formar o BACHAREM EM ENFERMAGEM crítico, reflexivo e ético, com habilidades e competências para a construção de novos paradigmas de saúde, através de um corpo de conhecimentos próprios, sedimentados num pensar integral do cuidado humano, para atuar nas áreas de promoção da saúde, prevenção de doenças, no tratamento e reabilitação no processo saúde doença do ser humano/família/comunidade, compromissado com contínuo crescimento pessoal e social, na busca de uma melhor qualidade de vida para a população.

O curso de Enfermagem foi concebido para formar enfermeiros com um perfil capaz de corresponder às necessidades de saúde da população brasileira tem sido um desafio desde os primórdios da profissionalização da enfermagem no Brasil.
Esses desafios contemplam duas perspectivas distintas: a primeira, de caráter histórico da profissão, encontra-se no fato de que ainda hoje é a enfermagem uma profissão “feminina”, e como um todo mantém a divisão social e técnica do trabalho dentro de seus quadros funcionais. A segunda encontra-se no fato de que apesar de o Brasil fazer parte do número de países modernos de complexidade urbana e industrial, convivemos com peculiaridades regionais que devem ser enfrentadas a partir de uma inserção efetiva na realidade.
Partindo dessas duas premissas básicas, o curso de graduação em enfermagem da FAVENORTE, irá se nortear por uma filosofia que busque responder a essa complexidade, baseado em quatro eixos fundamentais, que se traduzirão em uma metodologia de ensino-aprendizagem capaz de responder às necessidades de educação, saúde e construção de cidadania tanto dos Acadêmicos quanto da clientela cuidada.

O Curso de Graduação em Administração possibilitará a formação profissional que revelará as seguintes competências e habilidades:

I – reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo da tomada de decisão;

II – desenvolver expressão e comunicação compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais ou intergrupais;

III – refletir e atuar criticamente sobre a esfera da produção, compreendendo sua posição e função na estrutura produtiva sob seu controle e gerenciamento;

IV – desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, bem assim expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais;

V – ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional; VI – desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se profissional adaptável;

VII – desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações; e

VIII – desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, pareceres e perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicos e operacionais.

Coordenadora: Maiza Barbosa Caldeira
http://lattes.cnpq.br/7082255368926681

Olá, clique e seja atendido por um de nossos atendentes abaixo:

Atendimento via WhatsApp